8/25/2009

Aprendendo a Viver com Clarice




"Aprender a viver" - Clarice Lispector


Pudesse eu um dia escrever uma espécie de tratado sobre a culpa. Como descrevê-la, aquela que é irremissível, a que não se pode corrigir? Quando a sinto, ela é até fisicamente constrangedora: um punho fechando o peito, abaixo do pescoço: e aí está ela, a culpa. A culpa? O erro, o pecado. Então o mundo passa a não ter refúgio possível. Aonde se vá e carrega-se a cruz pesada, de que não se pode falar.Se se falar – ela não será compreendida. Alguns dirão – "mas todo o mundo..." como forma de consolo. Outros negarão simplesmente que houve culpa. E os que entenderão abaixarão a cabeça também culpada. Ah, quisera eu ser dos que entram numa igreja, aceitam a penitência e saem mais livres. Mas não sou dos que se libertam. A culpa em mim é algo tão vasto e tão enraizado que o melhor ainda é aprender a viver com ela, mesmo que tire o sabor do menor alimento: tudo sabe mesmo de longe a cinzas.

5 comentários:

Luci Marçal 25 de agosto de 2009 22:25  

Vim parar aqui pelo blog da Kerou, você deixou um recadinho elogiando o colete dela!
Pois bem, estou com uma promoção super bacaninha, passa lá no blog.
www.lucimarcal.blogspot.com
bjim

MusicFer 26 de agosto de 2009 07:15  

Oii Carol, vc me perguntou do permanente de cílios, olha não foi caro não, assim, pelo resultado maravilhoso que eu tive (eu to amando) achei bem barato até, paguei 50 reais....
Bjãooooo
FER

NatiLopes 26 de agosto de 2009 12:51  

a clarisse só escreve coisas incriveis!!! ADORO

Aline Vinhoti 26 de agosto de 2009 20:36  

Adorei o post!!!!!
Nem só de cremes e maquiagens vivem nossas almas né?
Beijos

Jairo Souza 26 de agosto de 2009 21:47  

Clarice é fanstástica msm!! Seus textos são brilhantes!

  © Blogger Template by Emporium Digital 2008

Back to TOP