3/20/2008


Era uma moça com um lenço nos cabelos.
Moça de coração pulsante.
Única.
Moça que se faz amanhecer.
Com seu sorriso marcante
nos convida a querer conhecê-la,
desvendá-la.
Seus olhos instigantes,
hipnóticos,
não me permitem vislumbrar outras belezas.
Fico alí parado.
Catatônico.
Abismado.
Encantado.
A me afogar naquela imensidão.
A me perder em sonhos e devaneios.
Tento decifrá-la.
“Decifra-me ou te devoro”
Qual uma esfinge, de doce beleza,
convida-me a responder seus mistérios.
Mistérios em forma de poema.
Poemas para se recordar.

1 comentários:

molin' 21 de março de 2008 21:08  

toda menina com um lado de poesia.

adorei o blog. se der dá uma passada nos meus =D
beijos
e boa páscoa

  © Blogger Template by Emporium Digital 2008

Back to TOP